O TRC ZigurFest está quase a chegar a Lamego

Já não falta tudo para a sétima edição do TRC ZigurFest. O festival chega a Lamego no dia 30 de agosto e estende-se até 2 de setembro. Serão quatro dias de festival, com um total de 28 concertos espalhados por seis locais emblemáticos da cidade.

Deste festival espera-se o inesperado. De acordo com a organização, uma das características que marca por quem lá passa é o facto de se tocar “música a que não importam nem rótulos nem géneros, mas que urge ser descoberta e experienciada em plena comunhão”.

Os locais escolhidos para acolher os festivaleiros foram o Teatro Ribeiro Conceição, a Rua da Olaria, o Castelo de Lamego, a Alameda, o Museu de Lamego, o Museu Diocesano e a Igreja do Desterro. O dia 30 de agosto, o chamado dia zero do festival, arranca com Primeira Dama, Talea Jacta, Sallim e Luca Argel.

Mais do que música, quem por lá passa pode ver as peças que os artistas convidados, Tatiana Marta Silva e Cooperativa Ladra, irão criar durante os dias em que vão ficar alojados em Lamego. Esta atividade insere-se na segunda edição da ZONA – Residências Artísticas de Lamego que integra também “O Som do Espaço”. Serão quatro instalações sonoras criadas por nial, Aires, Daily Misconceptions e José Miguel Silva, que pretendem funcionar como interpretações audíveis de quatro monumentos da cidade: a Cisterna do Castelo, os Claustros da Sé Catedral, a Torre do Castelo e o Museu de Lamego.

A Casa do Artista de Lamego vai ainda receber workshops gratuitos, limitados a 20 pessoas. O objetivo é estimular a criatividade e promover uma maior proximidade aos artistas. Os participantes poderão aprender técnicas, métodos e abordagens musicais fora dos palcos, num ambiente intimo e descontraído.

Deixar um comentário