Museu de Arqueologia e Numismática de Vila Real recebe “O Douro de Georges Dussaud” no 20º aniversário

O Museu de Arqueologia e Numismática de Vila Real (MANVR) está de portas abertas ao público há 20 anos. Para comemorar a data inaugura dia 30 de outubro, pelas 18h00, a exposição “O Douro de Georges Dussaud”.

São 35 fotografias a preto e branco que captam não só o Douro das «paisagens vertiginosas», mas os rostos de quem a trabalha, de quem deixou a sua marca nas palavras ou no vinho, como é o caso de Miguel Torga ou José António Rosas. Em abril de 1985 o fotógrafo francês Georges Dussaud dava início a este trabalho fotográfico que constitui um importante documento das paisagens e gentes do Douro.

A mostra resulta de uma pareceria entre o Museu do Douro e a Liga dos Amigos Douro Património Mundial, no âmbito do 10º aniversário da classificação do Douro pela UNESCO.

Em dia de aniversário será também aberto um novo espaço expositivo, onde se descreve a história da Casa do Caminho de Baixo – onde o MANVR está instalado – bem como exposições temporárias, sendo a primeira dedicada ao ciclo “História ao Café”. Tertúlias que deram início ao funcionamento do Museu em 30 de outubro de 1997.

A entrada é livre, apenas limitada à lotação da Área de Exposições Temporárias do Museu.

Deixar um comentário