Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Largo do Beco

O mundo num beco. A cultura num blogue.

Largo do Beco

O mundo num beco. A cultura num blogue.

18.05.18

“Exposição Cancelada” de João Dixo para visitar a partir de domingo no Museu da Vila Velha


helena margarida

Divulgação

O Museu da Vila Velha, em Vila Real, está a comemorar o seu 10º aniversário e, para assinalr a data irá inaugurar domingo, 20 de maio, a partir das 16 horas, a exposição "João Dixo: Exposição Cancelada". Uma mostra que reúne 80 obras do Artista Vila-realense, provenientes de vários museus e de coleções de particulares - familiares, amigos e colecionadores privados.

Com curadoria de Paula Pinto, a exposição "não é uma exposição retrospetiva, pelo contrário, esta é a exposição que foi cancelada [em 1973]. Esta é uma exposição que celebra o fascínio pela atualização cultural dos objetos de arte expressa na obra de João Dixo", explica.

Ursula Zangger, 35mm, P/B, maio 1973

Ursula Zangger, 35mm, P/B, maio 1973

Ursula Zangger, 35mm, P/B, maio 1973

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Em junho de 1973, o Pintor João Dixo (1941-2012) apresentou na Galeria S. Mamede (Lisboa) e na Galeria Alvarez (Porto), a exposição Pinturas Anuladas, uma revisão crítica do seu legado artístico. A exposição constava de uma série de obras do tempo de escola e outras apresentadas em contexto expositivo muito recente – nomeadamente em Achados arqueológicos da era da relatividade (época atómica), duma região do mundo (1972) –, agora literalmente anuladas. João Dixo recolheu mais de duas dezenas de obras de arte na Casa da Carruagem (Valadares) do galerista Jaime Isidoro (1924-2009) e de uma forma performática marcou-as com dois traços cruzados (X). O artista anulou, uma após outras, as obras com latas de spray prateado, preto e vermelho. A ação teve a presença do galerista Jaime Isidoro e do crítico de arte Egídio Álvaro e foi fotograficamente registada por Ursula Zangger.

"João Dixo: exposição cancelada" ficará patente no Museu da Vila Velha até ao dia 2 de setembro de 2018. Domingo, a par da inauguração decorrerá também duas performances de António Olaio e Armando Azevedo, bem como a inauguração da exposição de fotografia de Ursula Zangger "João Dixo nos Encontros Internacionais de Arte em Portugal".

A entrada é livre, apenas limitada à lotação dos espaços.

João Dixo nasceu em 1941, em Vila Real. Formado com 20 valores no Curso de Pintura da Escola Superior de Belas Artes do Porto, João Dixo (1941-2012) foi bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian em França, durante o seu doutoramento pela Universidade Paris-Sorbonne, membro fundador do Grupo Puzzle e da APNDC (Bienal de Vila nova de Cerveira) e membro de La Jeune Peinture (Paris). Participou em dezenas de exposições coletivas um pouco por todo o mundo e fez inúmeras exposições individuais. João Dixo teve ainda uma longa carreira docente. Está representado, entre tantas outras, nas coleções da Câmara Municipal de Vila Real, do Museu Nacional Soares dos Reis, do Museu da Fundação Gulbenkian, do Museu de Arte Contemporânea de Serralves, da Fundação Cupertino de Miranda e do Museu Municipal Amadeo de Sousa-Cardoso.

estamos no Facebook e no Twitter.
visita também a Bilheteira do Largo
publicidade
wook é uma oferta?