Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Largo do Beco

O mundo num beco. A rádio num coreto. A cultura num blogue.

22
Set17

Empresas dão música no Vº Festival Brands Like Bands


Joana Ribeiro Santos

Direitos Reservados

 

Setembro é o mês da depressão pós-férias, do regresso ao trabalho e às aulas. Para além disso, é o mês em que várias empresas preparam a sua participação no Festival Brands Like Bands, o único festival no mundo com bandas formadas por empresas.  

Porque o regresso ao trabalho não tem de ser aborrecido, no dia 7 de outubro, no Hard Club, no Porto e no dia 21 do mesmo mês, no Time Out Market, em Lisboa, o Festival recebe, pela primeira vez, bandas compostas por alunos da Universidade do Porto, Universidade Nova de Lisboa e Instituto Superior Técnico. 

O Festival Brands Like Bands é a prova de que, independentemente dos compromissos pessoais dos empresários, a paixão pela música nunca os fez desistir dos seus sonhos. Com esta iniciativa pretende-se também promover empresas que estimulam a motivação, envolvimento e superação entre os seus colaboradores. 

Com o cartaz inspirado nos primeiros anos do rock n' roll, nesta edição as receitas de bilheteira revertem na íntegra para a Associação NOMEIODONADA e para o seu Kastelo, uma Unidade de Cuidados Continuados e Paliativos para crianças e jovens até os dezoito anos, bem como para a Unidade de Radiologia Mamária do IPO Lisboa. 

 O Vº Festival Brands Like Bands tem o seguinte programa:

Sábado, 7 de outubro às 19h30, Porto, Hard-Club. Entrada 3 euros

Balter Youth – Universidade do Porto
The Dudes – Cision
Estado Crítico – CRITICAL Software
Liberty Big Band – Liberty Seguros
Banda Autêntica – Unicer

Sábado, 21 de outubro às 16h, Lisboa, Time Out Market.Entrada 3 euros

Dândi – Universidade Nova de Lisboa Instituto Superior Técnico
Liberty Big Band – Liberty Seguros
Big Band Siemens – Siemens
Desaffinity – Affinity
AMT Band – AMT-Consulting
Outliers On Fire – GDINE – Instituto Nacional de Estatística
One Night Band – Cuatrecasas
The MERCERnaries – Mercer
HumansR – RHmais
Fora-da-Lei – PLMJ- Soc. Advogados 

estamos no Facebook e no Twitter.
visita também a Bilheteira do Largo
22
Set17

"As Lions" fazem as honras de abertura no concerto dos Alter Bridge


Joana Ribeiro Santos

Direitos Reservados

 

Os Alter Bridge sobem ao palco do Coliseu dos Recreios, em Lisboa, a 29 de outubro. A primeira parte do espetáculo está entregue aos As Lions

Se à primeira impressão o nome da banda não lhe diz muito, o nome do vocalista pode aguçar a curiosidade. Austin Dickinson, filho do mítico Bruce Dickinson, vocalista do Iron Maiden, lidera a banda londrina formada em 2015.

Anteriormente, Austin fez parte dos Rise To Remain, mas optou por deixar o metalcore e começar do zero. Assim nasceram os As Lions que, depois do seu EP ter sido tão bem recebido e terem atuado com bandas como Five Finger Death Punch, Shinedown e SIXX:A.M., lançaram, no início deste ano, o primeiro álbum, Selfish Age.

A banda recupera três dos cinco membros dos extintos Rise To Remain; Austin Dickinson na voz, Will Homer e Conor O'Keefe nas guitarras e fica completa com Dave Fee na bateria e Stefan Whiting no baixo. 

Dos As Lions pode esperar-se um rock moderno, riffs balançados, um toque de eletrónica e refrões que ficam no ouvido. 

Fica assim programada uma das noites mais esperadas pelos fãs do Rock em Portugal. Os bilhetes estão à venda na Bilheiteira do Largo, powered by BOL.

estamos no Facebook e no Twitter.
visita também a Bilheteira do Largo
22
Set17

Há Jazz no Douro em época de vindimas


helena margarida

Divulgação

 

Arranca no dia 4 de outubro a 14ª edição do Douro Jazz. No palco do Teatro de Vila Real vão atuar nomes maiores da música nacional e internacional e revelados jovens talentos nacionais. Na “pauta” deste festival estão também os melhores vinhos da região, espaços dedicados ao público infantojuvenil e uma exposição de discos de vinil.

A abertura do Douro Jazz será da responsabilidade da consagrada cantora Maria João numa colaboração com o trio Budda Power Blues. Nesta experiência no mágico universo dos blues, Maria João deixa cair o seu registo icónico para se apoderar das canções de Budda, considerado o melhor músico de blues do país.

Num segundo momento, o Douro Jazz irá dar a conhecer Beatriz Pessoa, cantora e compositora de registo intimista, fresco e suave, entre a pop e o jazz.

O encerramento do Festival está a cargo de Carmen Souza, batizada pela imprensa internacional como a 'Ella Fitzgerald de Cabo Verde' ou 'a nova Cesária Évora'. A artista tem o dom de conciliar na perfeição vários géneros musicais, do jazz à world music, do fado ao samba, da morna à bossa nova, incluindo o 'blues cabo-verdiano'.

 

Mas nem só de artistas consagrados vive o Douro Jazz. Este ano os músicos da região e jovens talentos nacionais também vão ter um espaço no Festival. Os Putos do Jazz, seguido por uma 'jam session' aberta à participação de outros músicos vila-realenses, são as sugestões.

Já a nova geração de artistas nacionais tem como representantes o projeto Home, liderado pelo acordeonista João Barradas, e um dos vários projetos do compositor e multi-instrumentista Bruno Pernadas, presença crescente em palcos de jazz e de grandes festivais de Verão da música em Portugal.

Para o público infantojuvenil a proposta é de um espetáculo sobre jazz, poesia e hip hop. 'Jazzhop!' é uma viagem no tempo e no espaço em busca das ligações entre a música e a palavra.

A exposição de discos de vinil intitulada 'Excertos da Coleção de Francisco Vicente de Sousa, Um Amante de Jazz' completa o programa. Refira-se que, no final do concerto de encerramento por Carmen Souza, alguns dos vinis desta coleção serão postos a tocar, num DJ set com vinho Douro Jazz que prolongará em festa a última noite da edição de 2017.

douro-jazz-2017-cartaz-oficial.jpg

 

Vinho Douro Jazz

DivulgaçãoO Douro Jazz junta a música ao vinho produzido na região. Assim, sob o mote ‘Jazz em época de vindimas’, será servido em todos os concertos do Festival um vinho selecionado pela Lavradores de Feitoria, empresa que reúne várias quintas e produtores do Douro.

 

 

estamos no Facebook e no Twitter.
visita também a Bilheteira do Largo
21
Set17

Barraquinhas: Câmara, AAUTAD e universidade emitem comunicado conjunto


Bruno Fernandes

Município de Vila Real

 

"Barraquinhas" não voltam em 2017 mas o ruído também não volta em futuras festas: é a conclusão que se pode retirar do comunicado conjunto, emitido esta tarde, pela câmara de Vila Real, pela Associação Académica da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (AAUTAD) e pela UTAD. 

O comunicado, emitido há poucos minutos, refere que as três instituições se reuniram "no dia seguinte ao cancelamento do evento" para "analisar as possibilidades viáveis para realização do evento. Por acordo entre o Município de Vila Real, a UTAD - Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro e a AAUTAD - Associação Académica da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, foi decidido que seria preferível não retomar o evento em 2017, por razões logísticas, pedagógicas e de bem-estar da comunidade", pode ler-se no comunicado.

No entanto, as três instituições prometam criar "todas as condições para que esta situação não se volte a repetir, designadamente e desde já no próximo evento denominado “Caloirada aos Montes”, permitindo simultaneamente a organização de excelentes eventos académicos e o descanso da comunidade Vila-realense", refere o mesmo comunicado.

Na passada terça-feira, devido a uma providência cautelar, promovida por um grupo de moradores da cidade, que obrigou a câmara municipal a revogar a licença especial de ruído, a AAUTAD cancelou as "Barraquinhas", um evento de receção aos caloiros da UTAD. Na altura, António Vasconcelos, presidente da Associação Académica, lamentou o ruído numa transmissão em direto no Facebook da AAUTAD, mas mostrou-se chocado com o facto de "a comunidade académica, geradora de um impacto económico na ordem dos 1,7 milhões de Euros por mês na cidade, seja recebida e acolhida desta forma". No mesmo dia, uma marcha silenciosa, convocada pela AAUTAD, reuniu mais de 700 estudantes em protesto pelas ruas da cidade. 

estamos no Facebook e no Twitter.
visita também a Bilheteira do Largo
pub

O mundo num beco.
A rádio num coreto.
A cultura num blogue.

pub

Nenhum homem é apenas o homem do gás.

-Joel Neto, escritor e cronista português
(1974/)

O Largo é Social


Queres ver os teus eventos, músicas ou ações divulgadas no Largo?
Envia um email para webmaster@largodobeco.pt.
pub


Agenda do Beco

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D