Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Largo do Beco

O mundo num beco. A cultura num blogue.

Largo do Beco

O mundo num beco. A cultura num blogue.

31.05.18

Sangre Ibérico apresentam disco de estreia


Bruno Fernandes

Divulgação

 

Os Sangre Ibérico vão realizar um showcase de apresentaçao do primeiro álbum do grupo, "Sangre Ibérico", já este sábado. 

Com 12 temas, o álbum traz versões de temas bem conhecidos como "Meu Fado Meu" (de Mariza) ou "Valentim" (de Amália Rodrigues) ou temas inéditos. "Em "Sangre Ibérico", pretende-se evidenciar o ADN Ibérico destes três músicas de excelência, cuja sonoridade é fortemanete influenciada pelo Fado de Portugal e pelo Flamenco de Espanha", refere a Sony Music em comunicado, caraterizando-os como "uma das grandes apostas da editora.  

O showcase de apresentação do novo álbum acontece na FNAC do centro comercial Colombo, em Lisboa, a partir das 21h30. 

Os Sangre Ibérico são compostos por Paulo Maio, Alexrandre Pereira e André Amaro. 

estamos no Facebook e no Twitter.
visita também a Bilheteira do Largo
30.05.18

Vem aí "Verão M"


Bruno Fernandes

Rádio Alto Minho/Direitos reservados

 

Já começaram as gravações da nova coprodução da RTP e da Television de Galicia (CRTVG). "Verão M" é o título da série, dirigida a toda a família, cuja ação decorre na praia de Moledo, em Caminha. 

As gravações arrancaram ontem mas, na segunda-feira, as direções de programas de ambos os canais e elementos da produção marcaram uma conferência de imprensa para assinalar mais esta colaboração transfronteiriça. 

Fernando Ojea, diretor de conteúdos da CRTVG, referiu que o produto que está em produção "tem uma componente transfronteiriça pura: acontece no outro lado da "raia" e com personagens galegas", para além do tema da série ser "muito ao gosto do nosso público". Daniel Deusdado, diretor de programação da RTP, por seu turno, diz que a série vai mostrar "

A parceria entre a CRTVG e a RTP não é nova. "Aquí Galicia", "Caminhos de Irmandade" ou "Vidago Palace" são alguns dos conteúdos que já saíram desta cooperação luso-galega, para além da presença de um jornalista da CRTVG no Porto ou o convite da RTP à estação galega para retransmitir em direto o Festival Eurovisão da Canção 2018. 

estamos no Facebook e no Twitter.
visita também a Bilheteira do Largo
29.05.18

Media Capital prepara-se para lançar mais rádios online


Bruno Fernandes

Facebook Rádio Comercial/Direitos reservados

 

A Media Capital Rádios (MCR) prepara-se para lançar mais rádios online. O anúncio foi feito por Luís Cabral, administrador da holding da Media Capital para o setor rádio, numa entrevista à Meios & Publicidade publicada na manhã desta terça-feira. 

Dizendo que a MCR tem sido "inovadora", Luís Cabral diz que o grupo está a ser pioneiro "no sentido de lançarmos verdadeiramente o início do processo de digitalização das rádios. Não é fazer playlists com algoritmos informáticos. É fazer rádios digitais numa base de curadoria humana." 

Afirmando ser um "produto pioneiro", as 11 rádios da M80 mostram, no entender do responsável, "que o cluster da música dos anos 80 é da M80. Se temos essa propriedade no território FM, também faz sentido que tenhamos essa propriedade no território digital". 

"Haverá mais Cidade, mais Smooth, mais Comercial". 

Questionado se a MCR ia lançar mais rádios digitais, Cabral é perentório: "Até ao verão, teremos outra marca do grupo com rádios digitais". No entanto, não avança qual será a marca a ter rádios online. "Vamos passar na MCR por um processo de ter rádios digitais para cada uma das marcas. Temos agora 11 rádios com a marca M80. Há mais M80. Haverá mais Cidade, mais Smooth, mais Comercial", refere o responsável. 

Luís Cabral diz que, com o esquema encontrado para as rádios da M80, será possível lançar outras rádios online. "Na Smooth, por exemplo, posso fazer vários tipos de Smooth. Posso fazer vários tipos de Cidade. Posso fazer uma Cidade Rock, uma Cidade Pop. Se tenho uma Smooth de soul, será tudo soul. De blues, será tudo blues".

No éter, a MCR, no entanto, não prevê o lançamento de novos projetos. "Já temos cinco rádios: três de mass market, duas mais de nicho. Pelo tamanho do mercado, não está no horizonte lançar novas rádios", diz Luís Cabral. 

Recorde-se que a MCR já teve rádios online em formato linear, na altura do portal de música Cotonete, sendo que as mesmas foram encerradas em 2010, sendo que, depois, o site se centrou em rádios online da comunidade. No entanto, não nenhuma das rádios lineares tinham a chamada "curadoria humana". Já em 2011, a Rádio Comercial teve também uma rádio online dedicada à rubrica de Nuno Markl "Caderneta de Cromos", a Cromo FM, tendo encerrado alguns meses mais tarde. 

A MCR era, até há bem pouco tempo, a única que não apostava em rádios online. O grupo RTP mantém sete rádios digitais (Antena 1 Lusitânia, Antena 1 Memória, Antena 1 Vida, Antena 1 Fado, Antena 2 JazzIn' e Rádio ZigZag) e o grupo R/COM mantém quatro (80's RFM, RFM On The Rock, RFM Dancefloor e Oceano Pacífico). 

Ao todo, são cinco as rádios que a MCR detém no seu portefólio: Rádio Comercial, Cidade, M80, Smooth FMVodafone FM

estamos no Facebook e no Twitter.
visita também a Bilheteira do Largo
29.05.18

Chegou o V!


Bruno Fernandes

Global Media Group/Direitos Reservados

 

Já está no ar a nova aposta digital da Global Media Group: chama-se V e foca-se em conteúdos vídeo produzidos pelo próprio portal e por outras marcas do grupo. 

Os conteúdos, segundo o grupo citado pela Meios & Publicidade, serão "pensados para o consumo mobile e outras plataformas digitais". 

Para além do site (https://www.vdigital.pt), o conta com aplicações para iOS e Android, ficando "pronto para as várias formas de consumo, seja móvel ou fixo, em casa ou na rua, com ou sem ligação à internet". Os conteúdos do novo site passarão por  "reportagens, programas, documentários, podcasts, alertas ou a simples espuma dos dias" juntando "a atualidade que marca a ordem dos dias, de foram alheia às grelhas e programações" mas "com a garantia da linguagem usada no mundo digital". 

Desenvolvido pela Global Media Play, uma das divisões da Direção de Novos Negócios e Internacionalização, (o novo departamento criado dentro do grupo em janeiro de 2018), o V é o "primeiro de um conjunto de projetos assumidos" por este departamento da Global. 

estamos no Facebook e no Twitter.
visita também a Bilheteira do Largo
28.05.18

Discovery pode estar a planear deslocalizar hub europeu


Bruno Fernandes

Direitos reservados

 

O grupo Discovery, que detém os canais Eurosport, TLC, Food Network, Travel Channel ou o próprio Discovery Channel, pode estar a planear deslocalizar o seu hub europeu de Londres para outro local no continente, caso as negociações do "Brexit" não incluam a área de televisão/broadcast. O encerramento em Londres afetará cerca de 100 postos de trabalho

Segundo o jornal The Guardian, há planos para deslocalizar o hub para Amesterdão ou Varsóvia e a mudança seria acompanhada de um sistema de transmissão digital baseado nos EUA. Estes planos, segundo a empresa, "nada tem a ver com o 'Brexit'" mas sim como "parte da nossa visão para avançarmos para um modelo tecnológico e operacional mais ágil", disse um porta-voz da Discovery não identificado pelo jornal. 

A decisão assenta apenas nos canais lineares com conteúdos pré-gravados, sendo que a Eurosport já tem o seu centro em Paris, França. 

Apesar desta mudança, o grupo planeia manter, pelo menos, 1300 postos de trabalho no Reino Unido para produção de conteúdos e asseguração dos 16 canais que a Discovery emite neste país. 

estamos no Facebook e no Twitter.
visita também a Bilheteira do Largo
publicidade
wook é uma oferta?

Pág. 1/12