Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Largo do Beco

O mundo num beco. A rádio num coreto. A cultura num blogue.

Largo do Beco

O mundo num beco. A rádio num coreto. A cultura num blogue.

12
Fev18

MEO Music será descontinuado


Bruno Fernandes

Direitos reservados

 

É o fim do serviço de streaming português. O serviço MEO Music vai ser descontinuado a 28 de fevereiro, anunciou a empresa de comunicações. 

Numa mensagem que está a ser enviada aos clientes, a operadora detida pela Altice refere que o serviço vai ser descontinuado, remetendo para uma página no seu sítio de internet.

Por sua vez, a página não tem muitas informações. "A partir de 28.02.2018, o serviço de streaming MEO Music será descontinuado, deixando de estar disponível para utilização", refere. 

A promessa é a de que os atuais utilizadores do MEO Music tenham acesso a "um conjunto de serviços", sendo que a adesão só estará disponível a partir do dia 26 de fevereiro. 

Vários rumores na internet indicam que esta alteração pode ser o renaming do serviço, de forma a incluir Altice no nome. Aliás, está disponível o serviço "Altice Music" mas apenas para os clientes da operadora na República Dominicana. Entretanto, a empresa, através da sua participada "NEXT Luxembourg", já registou vários domínios como "alticego.pt", "alticecloud.pt" ou "alticekanal.pt", bem como o domínio "alticemusic.pt", o que leva a crer que a alteração dos nomes dos vários serviços MEO estará para breve. 

Desenvolvido pela empresa portunguesa NMusic, o MEO Music era um serviço de streaming, semelhante ao Spotify ou ao Apple Music, disponível para PC e smartphones e que permitia a criação de playlists pelos utilizadores e escuta de música sem publicidade. Ao todo, o catálogo continha 30 milhões de música e mais de 1 milhão de videoclips. O serviço também permitia o download de dez músicas por mês em formato MP3. 

estamos no Facebook e no Twitter.
visita também a Bilheteira do Largo
09
Fev18

“Ilha dos Imortais” e “Global Make-up Program” no Museu da Vila Velha


helena margarida

Divulgação

O Museu da Vila Velha, em Vila Real, recebe a partir de amanhã as exposições “Ilha dos Imortais” e “Global Make-up Program”, de Tereza Trigalhos e Zoran respetivamente. A inauguração está agendada para as 15h00 e contará com a presença de ambos os Artistas. A entrada é livre.

Edgardo Xavier, crítico de Artes Plásticas da A.I.C.A., refere-se à obra de Tereza Trigalhos como “uma pintura intemporal e vigorosa que, não seguindo modelos, a si própria se arquetipiza”. Para o mesmo autor “tudo na pintura de Tereza Trigalhos nos remete para as dicotomias e para o radicalismo dos excessos: a forma e a cor, a dinâmica do gesto e a composição antropocêntrica, mediunidade entre o real e o transcendente… O conteúdo destas propostas oscila entre Eros e Tanatos com a determinação de uma linguagem ímpar na Pintura Portuguesa Contemporânea! As suas telas, vórtices de cor e movimento, são arenas de uma luta que evolui ao compasso da sua explosiva interioridade e do seu incontestável talento”.

Já para Álvaro Lobato de Faria “Zoran, o encenador, instalado no seu labirinto social, dele não participa. Inquieto, inquisidor, reconhece a trama e põe em cena a vida corroída por um desespero surdo, um sentimento de angústia estranhada e irresistível transportando à sua caracterização a fragilidade física e moral de uma sociedade corroída por vícios e à deriva num denso simulacro que conduz a uma aparente paralisia dos seres, enclausurados no seu próprio grito. Verdades extraídas da angústia de saber-se no caos, na ruína no labirinto universal em que a humanidade mergulhou”.

“Ilha dos Imortais” e “Global Make-up Program” podem ser visitadas até ao dia 8 de abril.

estamos no Facebook e no Twitter.
visita também a Bilheteira do Largo
09
Fev18

Retratos de “Humanos” no Centro de Exposições de Odivelas


helena margarida

Divulgação

Está patente no Centro de Exposições de Odivelas “Humanos” a primeira mostra de trabalhos fotográficos do artista Luís de Figueiredo. Eternização de momentos, fragmentos de realidade absolutamente casuais e efémeros, captados pela lente do autor que é já considerado um promissor artista fotográfico.

Luís de Figueiredo nasceu em Moçambique mas cresceu em Portugal. É licenciado em Estudos Europeus e o seu caminho artístico percorre o design, a multimédia e a pintura. Mas foi pela fotografia que Luís de Figueiredo se apaixonou, já no final da adolescência, numa paixão que tem vindo a crescer.

Para o artista, não existe um mote específico ou qualquer sequência nas imagens que capta: o mundo que nos rodeia está repleto de imagens interessantes, de rostos, de momentos e é no retrato que tira o maior prazer que a fotografia lhe dá.

A exposição “Humanos” vai estar patente até ao dia 15 de abril, na Sala António Lino do Centro de Exposições de Odivelas.

UBER Pedir uma boleia

estamos no Facebook e no Twitter.
visita também a Bilheteira do Largo
09
Fev18

Vinho, gastronomia, música e Floresta no simplesmente… Vinho 2018


helena margarida

Divulgação

A casa do cais Novo, no Porto, prepara-se para receber a sexta edição do simplesmente... Vinho, nos dias 23 e 24 de fevereiro.

somos Vignerons… somos Floresta é o lema para este ano do único salão português que conta com 100 + 1 vignerons de Portugal e Espanha e + um convidado de França, a arte de seis autores, a música de dois projetos portugueses, os petiscos de quatro restaurantes e a parceria da Quercus no somos…floresta. A Casa de Mouraz é o convidado de honra por serum dos vignerons portugueses mais afetado pelos fogos de 2017 com destruição de vinha, alfaias agrícolas, armazém e vinhos engarrafados.

Este salão off­ simplesmente… Vinho é a ligação à terra, às castas locais, a uma enologia competente mas com raízes na tradição “sem maquilhagem”, como diz Filipa Pato. O vigneron dá a cara pelo que faz, e testemunha a “emoção que sentimos cada vez que bebemos os seus vinhos”. Neste espaço estão em pé de igualdade o Romano Cunha, de Trás-os-Montes, que faz apenas uns poucos milhares de garrafas ou o Álvaro Castro que engarrafa 100 vezes mais. A Joana Pinhão e o seu limitadíssimo Somnium branco de Murça e o Miguel Louro que é a referência do Alentejo. “Há um sentimento de partilha entre todos os vignerons que simplesmente… os une, há energia e sinergia, o feeling é um por todos e todos por um”.

Este tipo de salão proporciona aos visitantes o contacto com sabores diferentes e uma outra forma e atitude de estar no mundo do vinho.

A Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza junta-se ao evento com um conjunto de ações em torno da temática “Floresta”. No sábado 24 às 16h, irá realizar um colóquio sobre "A Floresta e mundo rural" e a "Preservação da biodiversidade e promoção de práticas amigas do ambiente na viticultura". Paralelamente irá criar um espaço que mostrará plantas autóctones com o objetivo de sensibilizar para a necessidade de preservar e valorizar o património natural. A todos os visitantes será oferecida uma planta, para posterior plantação, de forma a poderem contribuir para o esforço nacional de replantação das áreas perdidas.

No que diz respeito à arte, Nuno Pinto Leite, da galeria Ela Vai Nua, é o curador da exposição com obras de seis artistas: Diogo Muñoz, Isabel de Andrade, Paulo Ramunni, Rosarinho Cruz, Susana Bravo e Tim Madeira. Artistas escolhidos pelas suas cumplicidades e, ao mesmo tempo, complementaridades.

A música encerra cada um dos dias do simplesmente… sexta 23 o concerto de “Orquestra Fina”, projeto cantado em português do músico de jazz Rui Teixeira é o convidado a subir ao palco. Para sábado está agendada a estreia dos “7”, a nova banda de André Indiana que realiza aqui o seu primeiro concerto.

Para além do vinho, da arte e da música, são três os restaurantes que se juntam à festa: Delicatum (Braga), Carvão (Cais da Afurada) e DOP (Porto) servirão petiscos para acompanhar os vinhos do simplesmente… Vinho.

Destaque para o jantar pop-up de sexta-feira no mais recente restaurante do chef portuense Luís Américo, o Typographia Progresso. A proposta será uma combinação das diferentes inspirações do chef com vinhos simplesmente... autênticos, e a presença dos respetivos vignerons.

UBER - Pedir uma boleia

estamos no Facebook e no Twitter.
visita também a Bilheteira do Largo

O Largo do Beco acompanha o Festival RTP da Canção.
Liveblog a partir das 20h45 nos dias 18 e 25 de fevereiro (semifinais) e 4 de março (final).

publicidade

O Largo é social



Queres ver os teus eventos, músicas ou ações divulgadas no Largo?
Envia um email para webmaster@largodobeco.pt.

Agenda do Beco

Este noite na TV...

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D